Beto Santos
Eu Hein
Madruga
Setupega
Wela
Ranzinza
Psycho
JM




O Globo
T.S.E.
IBOPE
Isto é




13.10.02

 
ADULTÉRIO CONSENTIDO
O VOTOQUEPARIU mais uma vez cumpre com o dever cívico de bem informar aos eleitores e faturar às custas da imagem alheia. Agora, a briosa equipe desse blog, que não é bloqueador de celular mas também provoca suas polêmicas eleitorais, desmascara mais um político nacional. O ex-candidato e futuro palpiteiro do Rio de Janeiro, o Peraltinha, fez uma campanha tentando chamar a atenção para a importância dos valores familiares. É claro que ele também tratou de assuntos mais importantes como a CIDE (Cínica Intenção de Desmascarar Ex-Metalúrgicos) e o grave problema nacional da puberdade de sua filha gatinha. Mas a questão do matrimônio e do núcleo familiar sempre tiveram destaque em seu discurso vazio como o bolso de evangélico após o dízimo. Pois bastou o segundo turno para obtermos esse flagrante de menage-a-trois político. Vejam a imagem que diz mais do que toda a obra pornográfica de Nelson Rodrigues. A esposa do Garotinho, enquanto maria-da-urna, mulher fértil e seguidora de Marta Suplicy, mostra que vai dar um tempo em sua monótona vida conjugal e partir para outro domicílio eleitoral. O sorriso exultante do marido não deixa dúvidas de que ele não vai ficar nem um pouquinho triste se não receber a governadora de volta.

12.10.02

 
AEROPORTO DE MOSQUITO DA DENGUE
À prova de reflorestamento

11.10.02

 
Comercial Credicard para petistas

Vinho da campanha = R$ 6.900
Estrelinha do PT = R$ 5
Adesivo para carro = R$ 2
Dólar no Brasil = não tem preço


 
ALIANÇAS







 
Ameaça no Paraná. Ratinho Jr. eleito deputado estadual: “Não quero terminar minha carreira política como deputado. Quero ser governador do Paraná”. Coisa de louco!


 
Só lamento

Pra vocês que não sabem, o Enéas é (e não deverá ser mais) meu vizinho de prédio aqui no Rio. Nas poucas vezes que o encontrei, contando as que ele assustou minha filha menor no elevador, nenhum comentário além de um bom dia ou boa tarde (felizmente, sem o indefectível “meu nome é...”) me foi dirigido.

Passada a eleição, arrependo-me amargamente durante esses raríssimos momentos de não ter puxado um papo furado, elogiado a sua personalidade, a admiração que tenho pela sua pessoa, enfim, tornar-me amigo de tão ilustre personagem da história política brasileira.

Se assim tivesse procedido, poderia estar filiado ao PRONA e certamente no dia de hoje seria deputado federal por São Paulo...

A gente perde cada oportunidade na vida... Ah, se arrependimento matasse...



10.10.02

 
dablio dablio dablio ponto joseserranemmorto ponto com ponto br


 
Aviso

Caro eleitor. Pode votar à vontade. Aqui não tem fila e a apuração é rapidinha...



 
Voltou

Depois de nove mandatos seguidos, não deu pra ter o Rock in Brasilia X.





 
Novo mote

O Sivuca, aquele deputado estadual aqui do Rio de Janeiro que vivia dizendo que “bandido bom é bandido morto” não se reelegeu.

Os eleitores resolveram mudar o slogan dele: “Candidato bom é candidato morto!”



Tomou?

O filho do Francisco Cuoco, Diogo Cuoco, apesar de maciça e cara campanha eleitoral, não se elegeu.

Depois do ferro que tomou não pode mais dizer que é oco.




Tapinha dói

Os representantes do funk, o ex-casal Verônica Costa e Rômulo Costa, também não conseguiram se eleger.

Se funkeram!




 
Solução

O Lula e o Serra ficam brigando pra ver quem vai criar mais emprego. A solução é transformar o PRONA em Ministério do Trabalho e chamar o Enéas pra Ministro.

Por causa dele, cinco felizardos arrumaram emprego na Câmara dos Deputados sem fazer força.




 
0 X 0

A paulistada mandou o Maluf pra escanteio mas, por outro lado, elegeu o Enéas com mais de um milhão e meio de votos!

Pra acompanhar o linguajar da moda, acho que deu empate técnico.

9.10.02

 
Quase





 
Os garis aqui do Rio exageraram. Não satisfeitos em arrancar galhardetes e faixas de propaganda política na Praça da Bandeira, eles também tiraram a bandeira do Brasil do mastro!


 

Barbearia Serra

No primeiro fez tchun, no segundo...








 
Mortinho

O Petra, candidato assassinado semanas atrás por causa de uma briga de galhardetes, mesmo tendo subido no telhado, recebeu 1.756 votos!

Como disse o Vela, o além já tem seu parlamentar. Pena que o Átila Nunes, representante dos umbandistas aqui do Rio, não conseguiu se eleger.

Facilitaria um coligação com o caboclo do Petra...



 
Por pouco

51,30% dos votos. Por 1,30%...







 
Apelido

Filas, tumultos, atrasos, desorganização, urnas quebradas, contagem de votos demorada...

Depois de tudo isso, já estão chamando o Presidente do TSE de Nelson Jobim laden.


 
Justificativa

Do reeleito deputado estadual Carlos Minc (PT-RJ), sobre o recorde de 120 mil votos recebidos, dada em off pra alguns jornalistas na 2a feira:

“Nunca pensei que tivesse tanto viado e maconheiro no Rio de Janeiro”.



8.10.02

 
Nunca pensei que eu, tricolor de coração, fosse convocar a torcida rubro-negra para comparecer em massa ao Maracanã, na quarta-feira, 16, dia de Flamengo e Vasco. Já que não tem time pra torcer, os burro-negros têm a obrigação de gritar sem parar:

EU EU EU, O EURICO SE FODEU!!!





Dia 31, no Vasco e Fluminense, será a minha vez. Vou só para ficar rouco de tanto gritar:

EU EU EU, O EURICO SE FODEU!!!



E ainda completar com:

DELEI! DELEI! DELEI!





Isso mesmo! O ex-jogador do Flu, Delei, conseguiu uma vaga na Câmera Federal, o que pra mim seria impossível. Votei nele porque dentre todos os candidatos ele foi o único que me deu alegria, ao fazer o lançamento preciso pro Assis marcar o gol do título estadual em 83 em cima do Framengo.

7.10.02

 
ROSINHA NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.

ontem indo fazer o meu dever cívico sou parado por uma demente fazendo boca de urna, que me deu um santinho e o seguinte conselho:
- Gente, vamo te consciença, é Rosinha e Garotinho...

Sem palavras.

Eu queria era ter votado em:
Presidente: Seu Creisson
Governado: Fernadinho Beira-Mar


O clone

Eu sabia que tinha uma semelhança

17:57


 
Um eleitor de Niterói, aqui no Rio, votou vestido de Bozo. Todo mundo na seção aplaudiu.



Foi por uma dessas que eu votei no Palhaço Bola pra deputado estadual.


 
Isso aqui é pra derrubar aquele papo idiota de que o voto é a arma do povo para tirar os políticos pilantras do poder:

ACM, Arruda e Jader são os mais votados do Congresso

Como diria aquela camisa antiga do Casseta e Planeta: "Ê povinho bunda".

* Ontem o Fantástico fez o que eu queria ter feito: uma seleção com os momentos mais trash do horário político. Quem não viu, vai na página do "pograma" que tá imperdível.

* Esse é o tipo de notícia que eu adoro:

Seis candidatos não recebem nenhum voto

* E essa aqui me dá medo:

Enéas "carrega" para a Câmara candidato eleito com apenas 274 votos
A votação recorde obtida por Enéas Carneiro garantiu ao até agora inexpressivo partido Prona nada menos que seis vagas na Câmara dos Deputados, graças à fórmula usada pela eleger os deputados.

* Família ajuda: Ratinho Júnior foi o terceiro deputado estadual mais votado do Paraná com 190 mil votos. Em Goiás, o irmão da dupla breganeja Zezé di Camargo e Luciano, Wellington, aquele que foi seqüestrado e perdeu uma orelha, também foi eleito. E aos 23 anos, ACM Neto é o deputado federal mais votado da Bahia, com 400 mil votos. Sei não, mas um cara de 23 anos em Brasília e com o cargo que tem vai fazer muita merda pelas ruas da cidade sem esquina.


 
* “Segundo turno é uma nova eleição, totalmente diferente. Começa tudo do zero”, diz José Serra. Nova eleição? Começa do zero? É ruim! Pois vejamos: Se o Lula teve 46% dos votos válidos, isso quer dizer que, pelo menos, esses 46% aí ele já tem garantido. Menos que isso é quase impossível. Ou o Vampiro Brasileiro acha que agora todo mundo, inclusive quem votou no PT, vai parar pra repensar o voto?? Esse cara é um comédia mesmo.


* Numa coletiva de imprensa hoje, a futura ex-governanta do Rio, Benedita, explicou de forma sensacional e científica o porquê de não ter conseguido chegar ao segundo turno: "Faltou voto"


* Talvez ninguém mais lembre, mas o prefeito do Rio, César Maia apostou que se não houvesse segundo turno no Rio, ele desfilaria pelado pela cidade. Perguntada se iria cobrar a aposta do alcaide, a futura governanta do Rio, Roseta Garotinho, eleita no primeiro turno, disse que “não, pois o Rio não merece isso”. Discordo. Tinham que obrigar esse maluco a sair nu no Saara (não o deserto, mas no mercado popular aqui do Rio), num sol de 40º. Pra ver se ele pára com essas palhaçadas de pedir picolé em açougue, varrer sambódromo e querer sair pelado por aí.


 
CANDIDATO OBSCURO
discostas
difrente
Antes do Brasil inteiro conhecer, pelo Fantástico, a vergonhosa atuação do candidato Da Luz, os leitores do Votoquepariu já tinham contato com o vexatório personagem do anedorário político da Bahia. Com sua palhaçada demagógica de ficar de costas para os eleitores, o representante do PAN conseguiu pouco mais de 32 mil votos. Agora, a terra em que 32 mil seres humanos emprestam prestígio a um beócio que não conseguiu votar em si próprio merece ACM e seus asseclas. Leia o texto abaixo e verifique o nível de conhecimento eleitoral do pulha que queria ser governador da Bahia.

Da Luz não pôde votar nele mesmo.


 
Olha só que sacanagem. Enquanto rolava uma fila do caralho pra votar...



...essa mulher ficava ouvindo música na urna. Pode?



 
Serra votou sob forte gripe

É mesmo, seu filho da puta? Tu devia ter pego dengue, que nem eu, pra ver o que que é bom!

* Piada pronta. Em Roraima, Flamarion e Ottomar Pinto vão pro segundo turno.


No Tocantins, até pavão vota


Sandy e Júnior, que não pegaram fila para votar, mostram os comprovantes de voto de sua primeira eleição.

Caramba! Quer dizer que a Sandy votou primeiro que fodeu?


Eleitora desmaia ao ver a foto do Enéas na urna. Apesar de tudo, o candidato taleban é o candidato a deputado federal mais votado do Brasil. Será o fim do malufismo e o início do "eneísmo"? Por que São Paulo adora candidatos esdrúxulos?



 
Querido bloguinho

Puxa vida estou tão feliz por ter exercido o meu direito de cidadão, ajudando a mudar o nosso Brasil com meu voto! :))))) Esqueci onde eu votava e acabei entrando por engano na escola errada. Subi uma ladeira e antes de saber que tava no lugar errado ainda dei de cara com um galhardete do Sivuca (“bandido bom é bandido morto”) com uma silueta de um galo e a inscrição “ele votou a favor da lei dos galistas” (??????)

A moça me disse onde eu tinha que votar. Era na Escola Argentina, pasmem. É claro que é uma escola pública, pobre e fudida. Fila e calor. Pra que adianta ter urna eletrônica se não tem um ar-condicionado naquela bosta, pelo menos do dia da eleição? Outra coisa: pra receber título de eleitor a pessoa tinha que fazer um teste de QI. Pode ser daqueles mais estúpidos mesmo, que nem o do exército.

O desfile de figuras era dos mais "democráticos". Um metaleiro, cabelo comprido, calça e camisa pretos, desafiava o calor. Claro, o que vale é mostrar o amor pelo heavy metal, mesmo que passe uma imagem de mongolóide. Não deu pra entender o que uma favelada tinha na cabeça ao vestir uma camisa dos estados unidos pra votar. Me arrependi de não ter impresso “santinhos” do Crivella pra distribuir. Especialmente pra idiota que estava na minha frente na fila, com dois adesivos do bisto diabólico na camisa.

Finalmente ao votar pude fazer os meus experimentos. Petra, o candidato a deputado federal assassinado, estava lá, disposto a receber os votos. E se ele for eleito? Fiquei meio decepcionado ao ver que na foto do Palhaço Bola ele não estava caracterizado.

Tem uma coisa que não sai da minha cabeça. Antes de votar, o mesário digita o número do título de eleitor. Até que me provem o contrário, a máquina registra o voto de cada eleitor e pelo menos pra alguém o voto não é secreto.


 

Exclusivo

Patrocinador Oficial do TSE...






 

Rádio cacetada

De uma repórter da Radio Nacional, hoje à tarde:

- Agora, vamos ver como andam as eleições no Rio de Janeiro, com o repórter Aécio Neves...
E o trepidante, na lata:
- Não sou candidato ao governo de Minas... Sou Aécio Gomes...




 

Desnecessária



No Globo desse domingo, uma reportagem com o currículo de cada um dos candidatos a Presidente. No recorte acima, pra identificar o Garotinho, colocaram uma seta em cima da cabeça do dito cujo.

Se na foto somente aparecem duas pessoas e uma delas é o ex-jogador do Flamengo, Luizinho Tombo, pra que colocar a tal setinha? Ou o carinha lá do Globo acha que alguém poderia imaginar que o Pivetinho seria o jogador do Menguinho?




 

Diário eleitoral

* De quem foi a frescura de chamar aquele caixote de papelão em cima da urna de cabina de votação? Desde que me entendo por eleitor aquilo sempre foi chamado de cabine.

* Havia um cartaz (padrão) junto à urna de votação, em diversos locais, proibindo a presença de outras pessoas na cabine, principalmente crianças. Se não podia ter crianças por lá, como é que o Garotinho conseguiu votar?

* O candidato à presidente Rui Pimenta teve um voto no Japão. Tem engraçadinho até do outro lado do mundo.

* Jorge Roberto da Silveira foi o último candidato a governador do Rio a votar. Ele acordou lá pelas 11 da matina, viu a Turma do Didi, almoçou, tirou um soninho (que ninguém é de ferro) e lá pelas 3 e meia da tarde foi votar. Depois não quer ter a fama de preguiçoso.

* Mãe e três filhas pequenas, entre 7 e 12 anos de idade, na fila. As quatro vestidas rigorosamente iguais. Camisas do Lula e bermudas vermelhas. Repletas de adesivos colados pelo corpo, sendo que a menor tinha vários de “Rosinha, não!” no rosto. Site bom é isso aí! Não é essa pobreza daqui que nem verba pra confeccionar adesivo tem!

* Numa outra fila, a mulher gordinha deixava aparecer a cola. Todos os candidatos escolhidos. Na última linha estava escrito: “Presidente: ? .....” Pelo visto, essa foi de “Nula, lá!”

* Duas observações sobre a urna:

(1) A colocação em uma única tela dos dois votos pra Senador ajudou a dificultar (e atrasar) a digitação do voto. Por que não colocaram cada voto em uma tela (como pra deputados federal e estadual)?

(2) Ainda não consegui obter uma boa explicação para a ordem de votação. Deveriam ter iniciado a votação com os votos pra Presidente, Governador e, por fim, pros deputados. A campanha eleitoral é quase que totalmente dirigida pra Presidente/Governador. Todo mundo fica com isso na cabeça. Na hora de votar, invertem a ordem mais lógica. Um grande número de eleitores deve ter digitado apenas dois algarismos e metido o dedão no “confirma” pensando que estava votando pra Presidente e acabou votando na legenda pra deputado. Vamos ver se houve um aumento nos votos pra legenda.

* E você, passou quanto tempo na fila? Nas próximas eleições, vamos providenciar uma edição escrita do “Voto” pro tempo passar de forma mais divertida...

* Fila, fila, fila, fila, fila, fila, fila, fila, fila, fila... FILA DA P...!!!!